sábado, 27 de outubro de 2012

Como contabilizar o estoque

A maioria das empresas de diversos ramos possuem estoque de seus materiais para prestação de serviços, revenda ou até fabricação de produtos. Estes estoques devem ser contabilizados mensalmente e corretamente, já que são alvo constante de fiscalizações por parte do governo.

A sua contabilização é simples, porém depende de uma correta apuração ao final de cada mês durante o ano. A contabilidade depende desta apuração para que seja feita correta.

Suponhamos que a Empresa X possuía um estoque em 31/12/X1 de R$ 100.000,00 e que no primeiro mês do ano de X2 o seu estoque foi reduzido para R$ 85.000,00. Então teremos:

D - Estoque inicial - 100.000,00
C - Estoque - 100.000,00
Histórico - Valor referente ao estoque inicial em 02/01/X2

D - Estoque - 85.000,00
C - (-) Estoque final - 85.000,00
Histórico - Apuração do estoque final em 31/01/X2

Desta maneira o estoque da empresa foi reduzido em R$ 15.000,00 no primeiro mês do ano. A contabilização é bem simples, mas como informamos anteriormente, este lançamento depende de uma apuração correta e confiável, feita por um profissional do departamento de estoque de cada empresa.

A apuração de estoque interfere diretamente no resultado da empresa e pode influenciar decisões administrativas e também obrigações tributárias. Diminuindo o estoque, automaticamente você fará com que o custo mensal da empresa com os serviços prestados sejam maiores, fazendo com que o lucro daquele período diminua ou passe até para prejuízo. Aumentando o estoque, o resultado ficará melhor, podendo passar de prejuízo para lucro ou aumentando o lucro já registrado.

Em empresas tributadas pelo lucro real mensal ou estimativa, o resultado mensal interfere diretamente na apuração do IRPJ e CSLL a serem recolhidos pois, como o nome mesmo diz, os impostos são pagos pelos resultados auferidos naquele período. Portanto, se não houve lucro, não haverá impostos para serem pagos, mas se ocorrer o contrário, os impostos incidirão.

As contas "Estoque Inicial" e "(-) Estoque final" encontram-se na parte de custos do plano de contas, juntamente com as compras. Utilizando a lógica contábil, o estoque já pertencente à empresa deve ser utilizado primeiro, como demonstra o lançamento de estoque inicial, aumentando o custo. Mas com o decorrer do mês as compras aconteceram e um novo estoque foi apurado, reduzindo então o custo das compras, como demonstra o lançamento de estoque final.

O lançamento de estoque inicial é feito apenas no primeiro dia do ano corrente, sem a necessidade de ser realizado mensalmente. Já o lançamento de estoque final, deverá ser realizado mensalmente, sempre ajustando o saldo atual ao saldo apurado ao fim de cada mês. Por exemplo:

Em 28/02/X2 o estoque apurado foi de R$ 92.000,00. Então teremos:

D - Estoque - 7.000,00
C - (-) Estoque final - 7.000,00
Histórico - Apuração de estoque final em 28/02/X2

Como podem ver, apenas um lançamento de ajuste foi feito, fazendo com que a conta de estoque fique com o saldo atualizado ao mês atual da contabilidade. Isto deverá ser feito durante todos os meses até se encerrar o período contábil atual.

A contabilização do estoque é simples e direta, sem nenhum segredo, porém, com a necessidade de uma informação confiável e precisa para que se evitem problemas futuros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui

Postar um comentário